1. Homepage
  2. Sensores capacitivos

Visão geral da tecnologia

Sensores capacitivos detectam qualquer material sem contato. Com os sensores capacitivos de proximidade ifm, o usuário pode ajustar a sensibilidade, a fim de detectar líquidos ou matérias sólidas até mesmo através de paredes não metálicas dos reservatórios.

Um condensador é formado por duas placas e gera um campo elétrico entre elas quando há entrada de corrente. Cada material que entrar neste campo, muda a capacidade nestas placas.

Um condensador também pode ser constituído de somente uma placa. Neste caso, a superfície do solo é a segunda "placa".

Todos os sensores capacitivos têm os mesmos componentes básicos:

  1. Invólucro: diferentes formatos, tamanhos e materiais de fabricação
  2. Elemento sensor básico: diferente dependendo da tecnologia
  3. Eletrônica: avalia os dados determinados pelo sensor
  4. Conexão elétrica: fornece potência e sinais

Nos sensores capacitivos, o elemento básico do sensor é um condensador de placas com uma das placas aterradas. Quando o alvo entra no campo do sensor, a capacidade muda e a saída comuta.

  1. Condensador
  2. Conexão
  3. Superfície ativa

Influências na distância de comutação

Nossas fichas técnicas determinam 3 distâncias de detecção diferentes

  • A distância de comutação refere-se ao alcance nominal que foi determinado durante o desenvolvimento e se baseia em um alvo de tamanho e materiais normais.
  • A distância de comutação real considera variações dos componentes em temperatura ambiente e em caso desfavorável, equivale a 90% do alcance de detecção nominal.
  • A distância de operação considera o desvio do ponto de comutação que é formado devido à umidade do ar, altas temperaturas, etc. e em caso desfavorável, significa 90% do alcance de detecção real. Esta distância deve ser avaliada, se a distância de comutação for crítica.
Alcance de detecção
Alcance de detecção (mm) 4
Alcance de detecção real Sr (mm) 4 ± 10%
Distância de operação (mm) 0...3.25

Principalmente o formato varia normalmente. É difícil fornecer um fator de correção que seja baseado no formato. Por isso, devem ser feitos testes quando a distância de comutação for crítica.

Finalmente, o que mais contribui para a distância de comutação é a constante dielétrica. No caso de sensores de nível capacitivos é mais fácil detectar o material quanto maior for a constante dielétrica. Em geral vale a regra: se a constante dielétrica for <2, o material deveria ser detectado. A informação seguinte é uma diretiva geral de constantes dielétricas para determinados materiais. Estas informações servem apenas como referência.

A imagem mostra a influência geral do formato.

Sensores capacitivos para a detecção de nível

Para uma detecção de sucesso com ajuda de sensores capacitivos, cerificar-se de que:

  • a parede do reservatório não seja metálica
  • a espessura da parede do reservatório seja inferior a ¼” – ½”
  • não há metal próximo ao sensor
  • a superfície ativa do sensor esteja diretamente na parede do reservatório
  • o sensor e a parede do sensor estejam aterradas com o mesmo potencial
nível alto e baixo de detecção de partículas nível alto e baixo de detecção de líquidos