1. Homepage
  2. A Via Y
  3. Monitoramento de condições
  4. Relatório de aplicação IVECO

Diagnóstico no Bodyshop

Os sensores possibilitam a manutenção baseada no estado

A IVECO é um fabricante internacional de caminhões e utilitários, entre outros. Na unidade Suzarra próxima a Montava no norte da Itália, são fabricados diariamente 250 veículos de transporte do tipo "Daily". A partir de chapas pré perfuradas e com ajuda de robôs de soldadura, são montadas as carrocerias no dito „Bodyshop“. Para isso, cada carroceria tem que percorrer os 100 m da esteira de produção. É um ponto crítico, pois uma parada neste ponto de fabricação pararia toda a produção Por isso, em uma parceria com a ifm, empresa especializada em automação, a IVECO instalou um completo sistema de diagnóstico, o qual possibilita uma manutençãobaseada no estado, evitando assim com eficiência, quedas na produção.

Impasse: Um problema a esta altura, iria parar completamente a produção.

No início foi feita uma análise para determinar quais peças mecânicas são críticas em relação a desgastes e falhas. Se linha de montagem ou plataforma elevatória: Neles, ou melhor dizendo, em seus mancais, surgem os maiores esforços mecânicos. Um dano neste ponto da instalação, resultaria em uma significativa parada de produção.

Amodio Cioffi, Maintenance Engineering Robot IVECA SPA: "Nós decidimos implementar uma manutenção baseada no estado nas mais importantes linhas de produção de carroceria, pois é onde são produzidos todos os tipos de utilitários. Nesta linha de produção são montadas as portas laterais na parte inferior da carroceria. Depois, são montados os reforços transversais e por fim é instalado o capô. O transporte até as estações de solda é automático. Finalmente os vários tipos de carrocerias brutas são levados ao processamento."

A fim de garantir a máxima disponibilidade do sistema, deve ser possível detectar antecipadamente um desgaste dos componentes das máquinas. Fabio Piccinelli, WCM Plant Support IVECO SPA: "A fim de seguir sempre melhorando, estamos continuamente à procura de novas tecnologias para aumentar a eficiência e a produtividade. Em relação à manutenção pudemos obter uma redução significativa de custos mudando o processo de uma manutenção cíclica para uma manutenção baseada no estado."

Diagnósticos de oscilações

Em termos concretos: Diagnósticos de oscilações da ifm foram instalados em todas as peças mecânicas do sistema. Os sensores cilíndricos do tipo VSA são então aparafusados diretamente nas carcaças dos respectivos mancais ou nas engrenagens. As unidades de avaliação VSE instaladas separadamente, analisam permanentemente o comportamento de oscilação. Eles reconhecem os danos pelo desequilíbrio e fazem soar o alarme a tempo. Guiseppe Sotira, Body Shop Technical Engineering IVECO SPA: "Todos os sensores instalados ajudam os funcionários de assistência técnica a reconhecer o nível de desgaste de cada componente em tempo real, para assim iniciar as medidas de manutenção necessárias antes que ocorra um dano real."

Monitorar fluidos

Uma manutenção baseada no estado ultrapassa em muito a monitoração de componentes mecânicos. Um exemplo é o monitoramento do líquido de arrefecimento das pinças de soldagem. Possíveis fontes de erros são filtros entupidos ou vazamentos. Aqui os sensores de medição de fluxo da ifm do tipo SBY, usados para pequenas quantidades de fluxo, monitoram o fluxo. Os sensores de pressão do tipo PN monitoram a pressão nos tubos.

O sistema circulatório de refrigeração central é monitorado pelo sensor de vazão SM. O sistema de ar comprimido é monitorado com um SD Pequenos vazamentos são também facilmente identificados.

Monitoramento do fluxo eletrônico em sistemas de fluxo central.

Todos os sensores transmitem digitalmente seus valores de medição pelo IO-Link. Roberto Militello, Body Shop Maintenance IVECO SPA: "O IO-Link transmite digitalmente os dados para um controle de processo confiável. O sinal de medição é convertido em dados digitais no sensor e encaminhado. Além disso podemos programar diretamente no servidor os pontos de comutação para o alarme prévio e o alarme principal, sem ser necessário ir até ao local onde o sensor está instalado. Podemos ver e calibrar o sensor no servidor. Em caso de troca, não é necessário programar novamente."

O software usado é o LINERECORDER AGENT. Ele reúne os dados dos sensores e os arquiva em um banco de dados Microsoft SQL. O SmartObserver assume a análise e a exibição destes dados. Guiseppe Sotira, comenta novamente: "O software SmartObserver da ifm monitora e gerencia os dados de medição de todos os sensores. As possibilidades de visualização de parâmetros possibilita uma imagem transparente de toda a unidade de produção. Cada acontecimento pode ser visualizado exatamente. O sistema envia por e-mail, mensagens como de alarme prévio ou de alarme principal." Assim é possível ser feita uma manutenção baseada no estado, que contribui perfeitamente para o conceito de indústria 4.0.

O SmartObserver oferece transparência até mesmo no interior de cada sensor.

Conclusão:

A ifm instalou o sistema para a IVECO com a produção em andamento, sem que para isso a produção tivesse que ser suspensa. Em operação paralela, o sistema poderia ser amplamente testado.

Conclusão: Foi comprovado. Danos iniciais são então detectadas antecipadamente e eliminados sem que seja necessário parar a produção. Guiseppe Sotira resume finalmente: "Graças a este trabalho com a ifm, a IVECO está bem equipada para a indústria 4.0"

IO-Link incrível

IO-Link é um sistema de comunicação ponto a ponto, independente de fabricantes, para a conexão de sensores e atuadores a um sistema de automação.